01/fev

8 Coisas Que Você Precisa Saber Antes De Viajar Com Crianças Para O Exterior

Rodrigo Gatek
Share on whatsapp
Share on facebook

 Ao viajar para o exterior com crianças, existem alguns cuidados que devem ser tomados, bem como, certas regras, podemos assim dizer.

Isso porque os pequenos não são como adultos que tem total liberdade de ir e vir, sem avisar a ninguém. Crianças são menores de idade e por isso, possuem responsáveis legais. Sendo esses, em geral, seus pais, que em alguns casos, podem ser divorciados.

Como então, que tudo isso pode influenciar na viagem? Algo muda para os não casados, que estão apenas em união estável e com filhos?

Falaremos ao longo deste artigo, mais sobre o assunto dando algumas dicas simples e práticas, confira!

O Que É Preciso Ao Viajar Para O Exterior Com Crianças?

Se você pretende viajar para o exterior com seu(s) filho(s), existem algumas coisas a serem feitas antes da data.

Uma delas, e a mais importante provavelmente, é a retirada do passaporte para as crianças. Sim, os pequenos também precisam desse documento!

Isso porque sem ele é impossível fazer a entrada em certos países além disso, o documento serve como uma espécie de identidade para elas.

Se possível, faça ainda uma identidade para os pequenos, identificação demais nunca é o suficiente, certo? Mas, lembre-se que você não precisa apenas tirar o passaporte.

E sim, andar com ele durante toda a viagem independentemente de para onde você for, levando o dos pequenos e até mesmo o seu.

Uma dica que muitos pais dão, é manter ainda fotos dos documentos no celular. Em casos de roubo ou emergências, elas podem ser cruciais!

  • Passaporte da criança: esta deve conter a filiação, ou seja, quem é o pai e a mãe da criança. Pois, essa é uma das formas de comprovar o parentesco em casos de necessidade.

É necessária alguma autorização ao viajar para o exterior?

Uma dúvida que boa parte dos pais tem é sobre quais documentações eles precisam na hora de viajar para o exterior com seus filhos.

A autorização judicial é uma exigência apenas quando os pequenos irão para o exterior sem os pais ou responsáveis. Por exemplo, uma viagem com outros parentes, amigos, etc.

Outro caso que exige documentação, é quando a criança vai viajar com apenas um de seus pais, desse modo, será preciso autorização expressa do outro.

Se o casal for divorciado, é bom conversar de forma assertiva, as vezes as pessoas que passaram por um processo de divórcio, ainda estão com mágoas guardadas e descontam essa mágoa em tudo que o outro ex cônjuge necessita, pensão alimentícia, guarda, escolha da escola e com a autorização de viagem não é diferente, por isso, é bom saber solicitar para que não tenha que se valer da justiça para suprimento da autorização.

Sendo assim, é preciso que tal autorização seja reconhecida com firma em cartório. O que garante a validade do documento, evitando problemas entre ambos os responsáveis.

Tais documentações devem possuir duas vias originais, pois, uma delas será retida na Polícia Federal durante o check in.

Além disso, é importante ressaltar que as autorizações expressas, devem contar prazo de validade. Na falta desta informação, a mesma valerá por dois anos.

É possível notar então, que para pais separados será necessário uma autorização do outro, determinando a concordância com aquela viagem e evitando futuros problemas.

Isso vale ainda, para casais com união estável quando apenas um puder viajar para o exterior com a criança. A fim apenas de ter uma comprovação.

Dicas Ao Viajar Para O Exterior Com Crianças

Agora que você já sabe mais sobre as documentações necessárias para sair do país com os pequenos, que tal, algumas dicas para tornar esse processo mais fácil?

  1. Vá ao pediatra: antes da viagem, é sempre importante levar a criança ao médico para uma avaliação de seu estado geral e para receber possíveis recomendações;
  2. Seguro saúde: caso não tenha um, durante a compra de passagens e estadia, busque contratar um plano para o período da viagem. Isso porque as crianças se machucam fácil e pagar por serviços médicos fora de um plano, sai caro;
  3. Mala: se tiver mais de um filho, tente organizar tudo em uma mala só, separando um lado para cada. Não se esqueça de levar os medicamentos que eles usam normalmente, principalmente, os de uso contínuo. Além disso, leve produtos de primeira necessidade direto do Brasil, não deixe para comprar por lá;
  4. Viaje à noite: viajar para o exterior em voos noturnos facilita o processo, pois, existem mais chances de a criança cair no sono e tudo ser mais tranquilo. Lembre-se ainda, de considerar o fuso horário e formas de como adaptá-los, quando chegar por lá.

Chegando lá…

Depois de passar por todo o processo da viajar para o exterior, chega o momento da diversão.

Contudo, é preciso estar atento a mais algumas coisas para que tudo ocorra bem. Portanto, considere sempre as seguintes dicas:

  1. Adapte-se a criança: antes mesmo de viajar, é sempre bom conversar assertivamente com seu filho a respeito da viajem e o que ela representa. Durante os passeios, quando chegar ao destino, é importante que você considere que as crianças se enjoam facilmente. Por isso, leve algum brinquedo que ela goste, seja prático e sirva para animá-la/distrair nesses momentos. Além disso, é essencial que você as vista com roupas confortáveis, em vez de pensar principalmente nas fotos;
  2. Bolsas para os passeios: uma dica importante é levar uma mochila, ao invés das bolsas de crianças e bebê. Pois, assim você ficará com os braços livres. Nelas, coloque uma muda de roupa extra, considerando ainda fraldas e/ou cuecas, e lanches saudáveis. Se o pequeno for bebê, considere uma malinha térmica para carregar seu leite/mamadeira;
  3. Se prepare antes: esteja sempre olhando qual a previsão do clima, a fim de melhor escolher as roupas que os pequenos usarão na viagem. Mas, em todos os casos sempre considere levar agasalhos mesmo no verão ou locais quentes, nos casos de mudança repentina do clima. Não se esqueça também, de levar chapéus e bonés, bem como, protetor solar para protegê-los mesmo em dias amenos.

Conclusão

Vimos então, ao longo deste artigo, dicas sobre como viajar para o exterior com crianças, considerando assim:

  • Quais documentações e autorização são necessárias;
  • Dicas para a viagem e a chegada ao destino, considerando seus passeios.

Se este artigo foi útil para você, conte para nós nos comentários e caso já possua alguma experiência de viagem, compartilhe-a conosco!

Aviso: Em caso de republicação deste artigo em outros blogs, devem ser mantidos os links do texto e este aviso.

5/5 (1 Review)
>