17/jun

5 dicas práticas para manter uma boa alimentação durante viagens

Rodrigo Gatek
Share on whatsapp
Share on facebook

Planejar uma viagem é sempre muito empolgante. É interessante sempre pensar em coisas que podem tornar nossa viagem mais prática e, consequentemente, curtir com mais tranquilidade.

Uma das preocupações de vários turistas é em como manter uma boa alimentação durante as viagens, especialmente sem gastar muito dinheiro no processo.

Afinal, é fato que a alimentação corresponde a grande parte do orçamento de uma viagem, além de ser um desafio considerável para quem segue um planejamento rígido.

Se você pretende sair de férias em breve, não precisa se preocupar. Nós vamos compartilhar 5 ótimas dicas para você aprender como manter uma boa alimentação durante viagens.

Quer saber quais são? Então siga a leitura abaixo!

1. Planeje como manter uma boa alimentação durante viagens

O segredo de como manter uma boa alimentação durante viagens é o planejamento. Sem ele, é muito mais fácil acabar furando a dieta e acabar comendo fast food ou outros pratos que não deveria.

Por isso, comece colocando em um papel os dias da viagem, quantas refeições você terá de fazer e quais são as suas opções.

Por exemplo, suponha que você terá 15 dias de viagem para Portugal. Nesse caso, são no mínimo 45 refeições (um café da manhã, um almoço e um jantar por dia, fora lanches).

Nesse caso, quais são os pratos que você pretende comer nesse período e quais são as suas opções de alimentação saudável?

Uma solução interessante que esse planejamento básico nos dá é o de alugar um apartamento de temporada no seu destino em vez de alugar um hotel, caso você vá ficar por bastante tempo.

Nesse caso, você teria todos os equipamentos para cozinhar normalmente e poderia seguir sua receita a risca.

Já caso não vá ficar 15 dias em um só lugar, como um hotel pode facilitar a sua vida no planejamento? Talvez um que sirva café da manhã continental, com frutas e outras opções saudáveis, elimine pelo menos um terço das alimentações com as quais você precisará lidar.

2. Não ceda às conveniências dos fast food locais

É normal que as viagens sejam bem corridas. São vários pontos turísticos a conhecer, vários passeios a fazer, e não sobra muito tempo para uma refeição bem planejada e com cozimento prolongado.

Por isso, é comum que as pessoas cedam às conveniências dos fast food locais, especialmente porque eles de certa forma servem a mesma comida em todos os países.

Por exemplo, você sabe que pode viajar para o Japão e, mesmo que não saiba pedir um okonomiyaki ou um katsudon no restaurante mais próximo, sabe que pode ir até o McDonald’s comer um lanche igual ao do Brasil.

No entanto, apesar de convenientes, esses fast food também não correspondem à definição de comida saudável. Por isso, por mais difícil que seja, tente evitá-los na sua viagem.

Claro, nada impede de ter um ou dois dias “do lixo” na viagem, porque ninguém é de ferro, mas o ideal é manter-se disciplinado na alimentação.

3. Veja com antecedência quais os aplicativos de delivery locais

Se você quiser conveniência na sua viagem, pesquise com antecipação quais são os aplicativos de restaurantes delivery locais.

Assim, você pode analisar quais vendem comida saudável e de qualidade e pode pedir para entregar no seu hotel.

Caso viaje para o Brasil, os mesmos apps da sua cidade deverão atender em todos os municípios. Já em viagens internacionais, os aplicativos podem variar, já que praticamente não há uma versão que abranja todos os países.

4. Pegue um hotel próximo de supermercados e quitandas

Um elemento que dificulta muito a alimentação saudável em uma viagem é a localização do hotel. Pense, por exemplo, em uma cidade turística cujo centro tenha todos os mercados e quitandas, mas o seu hotel é, na verdade, uma pousada mais retirada, longínqua.

Por causa da distância, no fim do dia, você não vai querer comprar nada no mercado e levar para o hotel. Vai preferir um fast food próximo mesmo.

No entanto, se você organizar a sua estadia de modo a sempre pegar um hotel próximo a um mercado ou quitanda, terá fácil acesso a frutas, legumes e vegetais para poder cuidar da sua alimentação.

Além disso, um hotel que tenha uma chaleira elétrica no quarto, por exemplo, já consegue cozer a maior parte dos vegetais e você pode ter uma alimentação saudável muito rápida e prática.

5. Prepare lanches saudáveis para os passeios diários

Um dos desafios de como manter uma boa alimentação durante viagens são os longos passeios turísticos. Você sai de manhã do hotel e só volta à noite, morrendo de cansaço.

Nesse meio tempo, tem almoço e a tarde inteira andando, passeando ou indo em atrações turísticas, o que causa muita fome.

Com a barriga roncando, é muito fácil preferir uma pizza ou um hambúrguer do que um prato mais saudável.

No entanto, se você preparar pequenos sanduíches caseiros, com pão integral, cenoura ralada, beterraba ralada, espinafre e tomatinhos, você consegue matar a fome no meio da tarde e isso ajuda a evitar o fast food de noite.


E aí, aprendeu como manter uma boa alimentação durante viagens? Agora é só colocar as nossas dicas em prática para poder turistar sem prejuízo à sua alimentação.

Qual é o destino da próxima viagem que você está planejando? Conte pra gente nos comentários abaixo!

0/5 (0 Reviews)
>